sexta-feira, 15 novembro 2019
Início / Arquitetura e Interiores / Revitalização de edifícios

Revitalização de edifícios

Balneário Camboriú já foi intitulada a “Dubai Brasileira” devido à suntuosidade de muitos empreendimentos que vem sendo lançados ao longo dos anos, ao redor de uma orla espetacular. Mas, não só a orla desfruta de empreendimentos de alto padrão. Devido à escassez de espaços, há edifícios com infraestrutura completa, com toques de requinte e alto valor agregado sendo lançados distante da quadra mar.

Essa expansão é importante para elevar o padrão socioeconômico da cidade, fazendo de Balneário Camboriú umas das melhores cidades do Brasil para se morar e não apenas um destino de veraneio.

Nesse contexto, fica um alerta para os prédios antigos ou desprovidos de valor agregado: a necessidade de se atualizarem e se manterem competitivos. Afinal, quando pensamos em imóveis na nossa cidade, nos vêm em mente a alta rentabilidade que esses podem gerar em face de outras opções de investimento. Mesmo quem tem o imóvel para moradia e não com a finalidade de gerar renda, ao monetizar a propriedade, todos querem que seu bem valorize e não o contrário, além do desejo de morar num local cada vez mais seguro, confortável e com opções de lazer.

Embora, devido à crise, a palavra de ordem dos últimos anos tenha sido “cortar” – cortar custos, cortar pessoal, cortar investimentos – o momento atual parece trazer um ânimo novo e as pessoas estão retomando seus projetos engavetados. Vejo o quão importante é os síndicos verificarem em quais aspectos seus edifícios estão deficitários e propor sem medo investimentos que agreguem valor ao condomínio e por consequência aos imóveis. Revitalização de fachadas, do hall de entrada, da área de lazer, implantação de tecnologias eficientes para melhorar a segurança e acessibilidade das pessoas são itens que devem ser analisados.

Porém, não precisa apresentar propostas faraônicas. São tantas as possibilidades que surgem a cada dia na construção, que é possível criar melhorias que aliam eficiência e baixo custo. Profissionais de arquitetura e engenheira podem contribuir muito em apresentar soluções inovadoras e que estejam funcionando em outros edifícios. Revitalizações que, rateadas, representam baixo investimento individual, podem trazer retornos acima do planejado, com valorização que pode chegar a 40% no valor do imóvel.

E agora, a dica de ouro: Não deixe acumular! Se constantemente o condomínio conserta o que estraga, faz manutenções preventivas e está sempre trabalhando nas melhorias, o custo é muito menor do que ações corretivas ou com muitos itens acumulados. Cair na ilusão de abaixar muito o valor da taxa condomínio pode ser um retrocesso. É importante que a taxa condominial esteja alinhada com as manutenções que o condomínio precisa fazer.

Quem tem imóvel para locação ou venda deve se conscientizar disso, pois toda melhoria impacta diretamente
em seus negócios. É muito comum vermos apartamentos à venda ou para locação em edifícios que não possuem atrativos além de sua localização, com valores mais elevados do que em prédios com infraestrutura completa. Se fosse você do outro lado da negociação, qual apartamento escolheria?

Então, vamos implantar a cultura de que revitalização e ações de melhoria, que deixam o prédio mais bonito e atualizado, não são gastos, mas investimento.

 

 

 

 

Cristina Oliveira
Krieger Assessoria Contábil e Condominial.

Verifique isso

Prédios residenciais: lei de acessibilidade

Cada dia mais tem se conscientizado da suma importância que é a acessibilidade, o assunto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.