sexta-feira, 16 agosto 2019
Início / Tecnologia / Quando surgiram os primeiros condomínios no mundo?

Quando surgiram os primeiros condomínios no mundo?

Tudo começou com os nossos ancestrais, onde sempre procurávamos estar com um líder e este líder lutava para nos defender e fazer com que ficássemos muito mais unidos. No livro Histórias das Invenções, Trevor I. Williams conta um pouco da história dos primeiros condomínios no mundo, e explica que foram os castelos medievais, sim isto mesmo, porque?

O rei construía muralhas ao redor do reino para proteger as pessoas e elas pagavam por estar lá dentro. SERIA MERA COINCIDÊNCIA com os dias de hoje? Sendo assim, hoje em dia, poderíamos chamar o Rei de Síndico, as pessoas que moravam dentro do reino de condôminos e as taxas pagas, de taxa condominial.

Escrevendo este artigo acabo de lembrar de um outro livro que li, chamado O Dilema da Inovação, de Clayton M. Christensen. No livro ele cita:

“Uma inovação de ruptura é aquela que transforma um produto que historicamente era tão caro e complexo que só uma pequena parte da população podia ter e usar, em algo que é tão acessível e simples que uma parcela bem maior da população agora pode ter e usar. Em geral, isso cria um novo mercado. Ocasionalmente, o produto de ruptura pode se enraizar na base de um mercado existente. Mas, em ambos os casos, a economia do produto e de mercado é tão pouco atraente que os líderes no setor são levados a se afastar da ruptura, em vez de combatê-la.”

Temos exemplos nos nossos condomínios?

Sim. Vejam a portaria remota (ela tira o porteiro da área de risco e o coloca em uma central de segurança, dentro de uma empresa especializada. Todo o atendimento e abertura das portas são feitos remotamente, com todos os registros de vídeo, áudio e eventos para possíveis conferências).

Quando a portaria remota chegou no mercado – há pelo menos 8 anos atrás com o primeiro condomínio sendo instalado em Cuiabá e idealizado pelo empreendedor Fábio Beal e executado por outro empreender Alessandro D’Carli – eles não imaginavam o tamanho da ruptura que estavam criando no mercado condominial do Brasil.

O propósito da Portaria Remota é “mudar a maneira de como as pessoas vivem dentro dos condomínios brasileiros”.

Sabemos que a Portaria remota é o início de uma nova era dentro dos condomínios e que irá surfar na onda da indústria 4.0. Assim será visível a transformação nos condomínios do futuro.

Acredito que você já tenha visto algum filme de ficção, onde robôs fazem vários serviços que hoje são feitos por nós. Isso não é uma realidade distante, os condomínios também contarão com uma forte presença da tecnologia.

Vamos há alguns exemplos:

  1. Teremos nos nossos condomínios um concierge Robô, ele irá receber o visitante ou prestador de serviço e levá-lo até o local de destino. Dessa forma, também teremos em arquivos a imagem e o áudio da visita, saberemos exatamente por onde ela entrou e isso contribuirá muito para a segurança dos condôminos.
  2. Teremos drones fazendo ronda perimetral nos nossos condomínios, totalmente autônomos, rondas programadas e por evento. Exemplo: a cerca elétrica disparou nos fundos do condomínio, neste exato momento o drone sai da base dele e vai até os fundos do condomínio, neste momento gera um alerta no aplicativo dos condôminos e abri a imagem que o drone está capturando.

Teremos muitas mais novidades, mas essas, ficam para uma próxima matéria, onde falaremos sobre a Inteligência Artificial nos nossos condomínios.

 

 

 

Odirley Rocha
Sócio Diretor da Kiper e Vice Presidente do SIESE SC
Palestrante Nacional

Verifique isso

Sabe com quem está falando?

Sabe com quem está falando? É a famosa frase típica dita por alguém que pretende …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.