sexta-feira, 19 outubro 2018
Início / Qualidade de Vida / Saúde / Os desafios dos idosos que moram em Condomínios em Balneário Camboriú

Os desafios dos idosos que moram em Condomínios em Balneário Camboriú

Cerca de 70% dos idosos que escolheram a cidade de Balneário Camboriú para viver após a aposentadoria, em busca de tranquilidade e qualidade de vida, residem na área central da cidade e em condomínios verticais. A maioria não vem com uma estrutura familiar, mas optam por morarem sozinhos naquela que antes era a segunda moradia usada durante o período de férias. Com isso surgem os desafios como a solidão, tristeza, falta de convívio com a família, o que acarreta em isolamento, depressão e outras doenças. Segundo a Secretária Municipal da Pessoa Idosa, Christina Barrichello, “é preciso ter uma nova percepção para essas pessoas, muitas delas foram esquecidas nesses apartamentos pelos próprios familiares, em situação de risco e em alguns casos sofrendo até mesmo a chamada violência financeira”.
No caso dos condomínios o porteiro e o zelador acabam sendo como um membro da família desses idosos, pois são as pessoas mais próximas do seu convívio e prestativos quando estas precisam de orientações, na hora de carregar compras pesadas, chamar um táxi, um médico, ajudando na locomoção dos que tem dificuldade motora, enfim, percebem as fragilidades e podem ser um grande elo entre o idoso e a Secretaria. “Estamos elaborando cursos de orientação para os porteiros para que eles possam estar melhor preparados para atender essa grande parcela de condôminos nos edifícios”, ressaltou a Secretária.
Cerca de 30 mil pessoas acima de 60 anos moram em Balneário Camboriú. Um número expressivo que deu ao município o título de 1ª cidade do Brasil a adotar o Programa de Capacitação Estratégica – Brasil Amigo da Pessoa Idosa, onde mais de 3 mil idosos estão sendo inseridos em oficinas que envolvem jogos, atividades físicas, aulas de idiomas, música e coral, atividades manuais e artesanatos, salão de beleza, viagens, confraternizações e inúmeras outras.
E na área de assistência social e amparo ao idoso em situação de vulnerabilidade foi criado o Programa ABRAÇO, que já atendeu mais de 2 mil idosos através de denúncias através do telefone 3363-3020. Qualquer pessoa pode fazer a denúncia anônima. Os idosos encontrados em situações de risco como violência e abandono, são levados para uma Casa Abrigo. “Muitas vezes aquela pessoa que deveria proteger, como um filho, um neto, por exemplo é a pessoa que está cometendo a violência”, disse Christina.
Outro projeto da Secretaria Municipal da Pessoa Idosa e o 60 + no Mercado de Trabalho, voltado para os idosos com capacidade para voltar a trabalhar. “Engana-se quem pensa que a grande revolução é a tecnológica. É sim a dos cabeças brancas, com sua capacidade cognitiva proporcionando que aprendam coisas novas. Em Balneário temos muitos idosos com 90, 100 anos que praticam diversas atividades, inclusive já ocorreram 12 casamentos nesse 1º ano da Secretaria, “, disse ela.

 

Christina Barrichello

Secretária municipal da Pessoa Idosa

Verifique isso

Que dia o seu ano começa? 5 dicas de Coaching para aumentar seu bem-estar!

Então é Natal…Mentira, não é, faltam 3 dias! E você, talvez, já esteja cansado de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.