sábado, 25 maio 2019
Início / Manutenção / Manutenção preventiva

Manutenção preventiva

Quando penso em manutenção preventiva em meus condomínios e na importância que isso representa, sempre me lembro de uma história que li certa vez, sobre o pequeno menino holandês (Versão curta). Um garotinho a caminho da escola vê um pequeno vazamento na represa da cidade; ele coloca o dedo no vazamento e fica lá até que um homem aparece, e imediatamente o alerta sobre o vazamento; o homem conserta a represa antes que ela se rompa e destrua a cidade.

Uma das grandes estratégias para economizar dinheiro e manter o bom funcionamento dos equipamentos em seu condomínio, é a prática da manutenção preventiva. As vezes parece desnecessário parar um equipamento que está em pleno funcionamento, e desmontá-lo sem que ele apresente problema. Porém são estas ações que previnem o agravamento e avarias no equipamento.

Tenho praticado em meus condomínios e é impressionante a economia e a comodidade que isso traz aos condôminos. Sempre digo que uma manutenção preventiva não executada se tornará uma manutenção emergencial, evitando causar transtorno aos moradores e custos desnecessários e a perca total do equipamento.

O plano de manutenção do condomínio deve incluir registros que indiquem quando os itens precisam ser inspecionados de acordo com as recomendações de garantia do fabricante ou conforme sugerido pelo profissional que instalou o item.

Aprendi através de algumas experiências que até mesmo equipamentos de qualidade inferior, tem uma vida útil prolongada quando monitorado e espionado corretamente. São pequenas ações como lubrificação, regulagem de fim de curso, troca de roldanas, atualização de software, substituições de pequenos componentes e limpeza, que fazem com que tenhamos um ótimo desempenho dos equipamentos.

Uma sugestão para auxiliar no acompanhamento e organização das manutenções preventivas é a utilização de uma agenda eletrônica ou um sistema de gerenciamento de tarefas que possa orientar a data, relação do que foi realizado, empresa e valor da última manutenção, e já programar a próxima visita do técnico e ou verificação a serem realizadas.

Outra grande dica de manutenção preventiva para seu condomínio é incentivar os moradores a relatar quaisquer itens que possam ver, não importa quão pequenos sejam. Uma única torneira que goteja, se não for corrigido um gotejamento irá se transformar rapidamente em um fluxo consistente de água que pode aumentar consideravelmente seu consumo de água.

Quando assumo um novo empreendimento, sendo ele novo ou já habitado, tenho por hábito fazer um checklist de todos os equipamentos existentes em funcionamento e o estado de conservação que se encontra cada um, a partir de então, alimento meu sistema e desta maneira se inicia automaticamente a rotina de manutenção, ficando mais fácil de gerenciar, e com certeza colher bons frutos, fazendo assim com que a credibilidade e o reconhecimento do trabalho venha naturalmente através de uma gestão eficiente e organizada. Se você tem uma empresa de Gestão Condominial, certifique-se de que eles tenham um plano de manutenção preventiva em vigor e estejam sendo pró-ativos em vez de reativos.

 

 

Fernando Cordeiro
Gestor Condominial.

Verifique isso

A obrigatoriedade da realização de vistorias periódicas nas edificações

Desde 2008 temos em Balneário Camboriú – SC a Lei nº 2805, que obriga os …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.