sexta-feira, 15 dezembro 2017
Início / Manutenção / Manutenção em Condomínios Club
imnagem3

Manutenção em Condomínios Club

Empreendimentos com o conceito de Condomínio Club tem se tornado cada vez mais comum. Com apelo comercial forte, agregam muito mais valor ao imóvel, já que trazem opções de lazer atraentes ao comprador.

Interessante para quem desfruta, mas um desafio para que vai gerir! Afinal tudo tem que fluir  de forma adequada– agendamentos, limpeza, manutenções, reposições e ressarcimentos –falhas nestes processos geram transtornos, depreciação ou prejuízos.

Mas, vamos por partes! Tudo começa com o regulamento dos ambientes. É importante que haja normas claras para cada ambiente, contemplando a destinação do local, os direitos e deveres do usuário, o horário de uso, a forma de reserva, capacidade do local, etc. Todos os condôminos devem receber o regulamento e, as normas mais relevantes, podem ser fixadas nos locais, para lembrar os usuários. A partir das regras, o síndico terá as diretrizes de como os ambientes deverão ser administrados.

É recomendável que o usuário assine um termo de responsabilidade ou protocolo ao utilizar ambientes de uso privativo, para que em caso de apuração de danos, a cobrança ocorra mais facilmente. A conferência prévia e posterior por parte do condômino juntamente com o zelador ou responsável evita dúvidas, principalmente no caso de salões de festas, onde o condômino será responsável por danos causados por convidados.

A reposição de itens faltantes e reparo de danos deve ocorrer o mais rápido possível. Deixar se acumular deprecia o local. Para isso é essencial a comunicação entre o zelador e síndico. Quanto maior o controle, mais fácil encontrar e cobrar os custos do responsável, o que evita prejuízos ao condomínio.

Tão importante quanto a reposição é a manutenção preventiva. Impermeabilizar tecidos ajuda a evitar manchas em cadeiras e sofás. Equipamentos, a exemplo dos aparelhos da academia, devem receber manutenção periódica. O zelador deve testar equipamentos eletrônicos e controles; sempre manter os banheiros repostos com sabonete, papel higiênico e toalha; monitorar piscina que deve apresentar aparência adequada; conferir os jardins que devem estar cuidados, enfim, os ambientes devem estar prontos para uso.

As pessoas que adquirem esse tipo de imóvel compram o sonho de poder relaxar e se divertir, sem se deslocar de casa. O papel do síndico é fazer com que a realidade não fique tão longe da expectativa.

foto-cris-correta     Cristina Oliveira

Síndica Profissional e Consultora Comercial da Krieger Ass. Contábil e Condominial

Verifique isso

A importância da manutenção preventiva em condomínios

A importância da manutenção preventiva em condomínios!

O plano de manutenção preventiva tem como objetivo efetuar reparos importantes nos equipamentos, proporcionando uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *