sexta-feira, 15 dezembro 2017
Início / Imobiliário / A influência da economia na gestão de condomínios

A influência da economia na gestão de condomínios

A macroeconomia tem influenciado decisivamente em uma administração eficiente do setor privado. O aumento da carga tributária e os elevados níveis de inflação são inimigos de uma dinâmica capaz de tornar rentável a criação de um negócio e mesmo a manutenção de finanças ordinárias. Conhecimento e precaução são ferramentas de combate ao enfrentamento da crise.
Levantamento realizado pela Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), em setembro de 2015, atribuiu a Balneário Camboriú o título de sétima cidade catarinense com o maior número de fechamento de comércios. Até aquele período, a cidade registrou 483 fechamentos, alcançando também a segunda posição com este índice negativo entre os municípios da região.
Apesar da boa noticia de muita gente ter apostado no próprio negócio e ter optado pelo empreendedorismo em relação ao fechamento de comércios, Balneário Camboriú, oficialmente, não acompanhou o ritmo dos demais municípios da região. O empreendedorismo é justamente uma saída, se realizado com planejamento e em setores estratégicos. Nesse sentido, quem busca a formalidade sai ganhando com linhas de crédito que são oferecidas pelo Governo de Santa Catarina.
A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Sustentável (SDS) auxilia àqueles que necessitam estabelecer um micro empreendimento individual, através do Programa Juro Zero. Estes microempresários têm a possibilidade de receber linhas de crédito de até R$ 3 mil e, se todas as prestações forem pagas ao Fisco em dia, a última parcela é paga justamente pelo Governo do Estado – dai a denominação do Programa Juro Zero.
Para fazer parte do programa, a empresa deve contar com uma renda bruta anual de até R$ 60 mil. O MEI deve ter apenas um estabelecimento e não ser sócio, administrados ou titular de outros empreendimentos. Se precisar de ajuda, pode contratar um funcionário com remuneração de até um salário mínimo ou o piso da categoria. As instituições de microcrédito habilitadas pelo Badesc oferecem o financiamento.
Qual a relação com os condomínios?
claudir maciel
As administrações condominiais tem urgência na contratação de serviços que fazem uso no seu dia-a-dia. Diversas das atividades permitidas aos individuais (MEIs), que podem contar com a linha de crédito estadual, estão entre aquelas necessárias à contratação de mão de obra pelo condomínio. Temos como exemplo de atividades úteis à gestão condominial a de carpinteiro, gesseiro, marceneiro, ferramenteiro, instalador, tapeceiro e pedreiro. Se tais empreendedores optarem pela formalização e obtiverem linhas de financiamento poderão promover uma prestação de serviço de maior qualidade, com custos mais simplificados e que poderão influenciar significativamente na economia local a médio e longo prazo.

Claudir Maciel
Empresário, formando em Administração de Empresas e Mestre em Educação

Verifique isso

minha-casa-minha-vida

Saiba se você pode comprar um imóvel pelo programa Minha Casa, Minha Vida

amílias que ganham até R$ 5.000 mensais (somando os ganhos de todos) podem se candidatar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *